Translate

10/05/2013

Recursos Estilísticos - Figuras de Sintaxe

Epizeuxe ou Reduplicação – repetição consecutiva de uma palavra ou expressão.
Ex.: Basta, basta de conversas por hoje!

Enumeração – exposição sucessiva de vários elementos, geralmente da mesma classe gramatical, apresentados de acordo com uma determinada linha lógica, de forma a intensificar uma determinada ideia.
Ex.: “um despejo quieto e vergonhoso;
Um repouso gravíssimo e modesto;”
(Luís de camões)

Hipérbato – alteração da ordem mais vulgar das palavras, a fim de destacar uma delas ou uma expressão.
Ex.: “A minha bela ingrata
Cabelo de ouro tem, fronte de prata…”
(Jerónimo Baia)

Paralelismo (de construção) – repetição de uma frase, de uma ideia ou de uma construção frásica.
Ex.: “Pára-me um tempo por dentro
passa-me um tempo por fora.”
(José Carlos Ary dos Santos)

Polissíndeto – repetição propositada do elemento de ligação entre palavras ou frases (frequentemente a conjunção coordenativa), o que confere à frase ou verso um ritmo mais lento.
Ex.: “E barracões, e vielas, e vícios, e escravos
a suarem um simulacro de vida.”
(José Gomes Ferreira)

Quiasmo – colocação de elementos de uma frase ou de um verso agrupados dois a dois por paralelismo inverso, segundo o esquema da letra X. A segunda parte da construção contém os mesmos elementos da primeira, mas inverte-se a ordem de apresentação.
Ex.: “De preciosos metais, pedras preciosas
E de duros metais, de pedras duras?”
(Jerónimo Baia)

“Que vistes, meus olhos?
Meus olhos, que vistes”
(Luís de Camões)


Sem comentários:

Enviar um comentário