Translate

05/09/2012

Psicologia Clínica

A psicologia clínica é a área da psicologia aplicada que investiga, diagnostica e procura tratar perturbações comportamentais e problemas psicológicos. Fenómenos como a toxicodependência, a anorexia e a bulimia, conflitos conjugais, dificuldades de adaptação à escola e ao trabalho e outros comportamentos desajustados são objeto da intervenção diagnóstica e terapêutica do psicológico clínico.

Psicólogo clínico e psiquiatra
O psicólogo clínico e o psiquiatra têm um âmbito comum de atuação: os distúrbios comportamentais e os problemas mentais. Tal fato e a dificuldade em distinguir o patológico do normal tornam pouco clara e distinção concetual entre psicólogo e psiquiatra.
Uma forma relativamente consistente de diferenciação entre as duas atividade tem a ver com a formação básica e o modo de atuação.
O psiquiatra tem uma formação básica em Medicina e uma posterior especialização em Psiquiatria. A sua perspetiva terapêutica é mais fisiológica e biomédica do que psicológica. A terapia biomédica tende a reduzir ou eliminar os sintomas de problemas psicológicos alterando, através de fármacos, o modo como o organismo de um individuo funciona.
O psicólogo clínico é formado em Psicologia e especializado em Psicologia Clínica. A sua perspetiva terapêutica é essencialmente psicológica, incidindo na relação que estabelece com as pessoas ou os pacientes. Por outro lado, a psicologia clínica é mais abrangente: por exemplo, os psicólogos clínicos intervêm no diagnóstico de dificuldades de aprendizagem das crianças, aconselham e dão orientação profissional e vocacional. A sua área especial de intervenção é a da saúde mental e, porventura, será aceitável dizer que a psiquiatria difere da psicologia clínica, neste aspeto, não em natureza, mas em grau: ocupar-se-ia dos problemas mais severos e graves. A esquizofrenia, por exemplo, é normalmente objeto de intervenção psiquiátrica, ao passo que uma depressão nervosa não o é necessariamente. Reconhecemos, contudo, que o terreno é movediço e, por conseguinte, discutíveis estas distinções.

Um psicanalista é um profissional que, tendo-se formado em Medicina ou Psicologia ou mesmo noutra área, será considerado psicanalista se obtiver especialização na técnica terapêutica criada por Freud. 


Sem comentários:

Enviar um comentário