Translate

02/08/2012

O Empirismo de David Hume

Encontramos em David Hume (1711-1776) uma profunda investigação sobre a origem, a possibilidade e os limites do conhecimento. Das suas conclusões disse Bertrand Russel que eram tão difíceis de aceitar como de refutar. Contudo, de acordo com o mesmo Russel, refutá-lo tem sido o passatempo preferido da maioria dos filósofos. Tratemos então de conhecer, nas suas linhas gerais, uma doutrina que ainda interpela todos aqueles que reflectem sobre o problema do conhecimento.

Impressões e ideias são o conteúdo do conhecimento
"Todas as percepções da mente humana se reduzem a dois tipos diferentes que denominarei impressões e ideias. A diferença entre ambos consiste no grau de força e de vivacidade com que incidem na mente e abrem caminho no nosso pensamento e na nossa consciência. Às percepções que se manifestam com mais força e vigor na mente podemos chamar impressões. E incluo sob este nome todas as nossas sensações, paixões e emoções tal como fazemos a sua aparição na alma.
Por ideias entendo as imagens débeis das impressões quando pensamos e raciocinamos.
Contentar-nos-emos com o estabelecimento da proposição geral de que as nossas ideias simples no seu primeiro aparecimento são derivadas de impressões simples, que lhes correspondem e que elas representam exactamente.
Para saber de que lado se encontra a dependência, considero a ordem da sua primeira aparição, e verifico, por experiência constante, que as impressões simples precedem sempre as ideias correspondentes e nunca aparecem na ordem contrária. Para dar a uma criança uma ideia de escarlate ou laranja, de doce ou amargo, mostro-lhe os objectos ou, por outras palavras, propicio-lhe estas impressões, mas não procedo tão absurdamente como tentar produzir as impressões pela excitação das ideias. As nossas ideias, ao apresentarem-se, não se produzem as impressões que lhe correspondem, e não percebemos nenhuma cor, ou sentimos nenhuma sensação, meramente por pensar nelas.
[...] As impressões são as causas das nossas ideias e não as nossas ideias das nossas impressões." 
 Montagem e adaptação de textos de David Hume
Tratado sobre a Natureza Humana e Investigação sobre o Entendimento Humano


Sem comentários:

Enviar um comentário