Translate

06/08/2012

David Hume - Impressões e Ideias


Para David Hume, todo o conhecimento começa com a experiência. Hume fala de percepções para referir os conteúdos da nossa mente, ou seja, o que existe na nossa mente. Há duas espécies de percepções.
  • Impressões - são os actos originários do nosso conhecimento e correspondem aos dados da experiência presente ou actual. Referem-se às nossas sensações externas (ao que vemos, ao que tocamos, etc.) e aos nossos sentimentos (paixões, desejos, etc.).
  • Ideias - são as representações ou imagens debilitadas, enfraquecidas, das impressões no pensamento. São como marcas deixadas pelas impressões, uma vez estas desaparecidas.
Exemplo:
Tenho a percepção deste automóvel. Recebo impressões como a cor, a forma, o ruído do motor, etc. Fecho os olhos e na minha mente continua a imagem do automóvel, ou seja, continuo a percepcionar o mesmo objecto, mas a impressão é menos viva. A esta impressão menos viva, cópia enfraquecida da impressão original, dá Hume o nome de ideia.
A diferença entre impressões e ideias é simplesmente de grau e não de natureza.
As impressões propriamente ditas são todas as nossas sensações e sentimentos. As ideias são imagens enfraquecidas dessas impressões. Esta relação entre impressões e ideias significa que não há, para Hume, ideias inatas.
Como todas as nossas ideias são cópias das impressões sensíveis, todas elas têm uma origem empírica. Uma pessoa que seja surda de nascença nunca conseguirá, segundo Hume, formar qualquer ideia de tipo musical porque nunca ouviu qualquer som musical, tal como quem é cego não formará a ideia de verde por nunca ter visto nenhuma coisa verde.

Os conteúdos da mente (Percepções)
Impressões (imagens ou sentimentos que derivam imediatamente da realidade; são percepções vivas e fortes):
  • Simples (a percepção de, por exemplo, um automóvel vermelho)
  • Complexas (a visão global de um povoado a partir de um ponto alto)
Ideias (cópias ou imagens débeis das impressões):
  • Simples (a recordação do automóvel vermelho)
  • Complexas (a recordação do povoado) 
Todos os conteúdos da mente são percepções. Estas são de dois tipos: impressões e ideias. As primeiras são originárias; as segundas são derivadas. Por isso, não há ideias inatas.



Sem comentários:

Enviar um comentário